FSRU Presidente Kennedy (Porto Central)

Fonte: Global Energy Monitor

[English] • [español]

Esta página faz parte do Portal Energético para a América Latina de Global Energy Monitor.
Páginas relacionadas:

A FSRU Presidente Kennedy, também conhecido como Terminal de GNL do Porto Central, é um terminal de GNL proposto no Espírito Santo, Brasil.

Localização

O terminal proposto estaria localizado na costa atlântica brasileira próximo a Presidente Kennedy no Espírito Santo, Brasil.[1][2]

Loading map...

Detalhes do projeto

  • Patrocinadora: Porto Central Complexo Industrial Portuário S.A.[3]
  • Proprietária: Porto de Roterdã, TPK Logística S.A.[1][4]
  • Empresa-mãe: Porto de Roterdã; TPK Logística S.A.
  • Localização: Porto Central, Presidente Kennedy, Espírito Santo, Brasil
  • Coordenadas: -21.224754 -40.946933 (aproximado)
  • Capacidade: 20 bilhões de metros cúbicos por dia[1]
  • Custo:
    • sem tanque para armazenamento onshore: R$ 290,9 milhões[5]
    • com tanque para armazenamento onshore: R$ 2,7 bilhões[5]
  • Situação: Proposta
  • Tipo: Importação
  • Ano de início:
  • Financiamento:

Observação: mtpa = milhões de toneladas por ano; bcfd = bilhões de pés cúbicos por dia

Histórico

O terminal de GNL Presidente Kennedy seria parte do projeto Porto Central, uma proposta de porto privado e complexo industrial patrocinado conjuntamente pelo Porto de Roterdã e TPK Logística S.A. na costa atlântica do Brasil, a sudeste de Presidente Kennedy, Espírito Santo, Brasil. O terminal de GNL incluiria uma FSRU (unidade flutuante de armazenamento e regaseificação) com capacidade de regaseificação de 20 milhões de metros cúbicos por dia, atracada em um cais de águas profundas capaz de receber navios do tipo Q-MAX.[1]

A depender dos interesses dos investidores, o projeto Porto Central pode eventualmente incluir também tanques de armazenamento para GNL, junto com unidades de processamento de gás natural para lidar com a produção dos campos de gás próximos (Bacias de Campo e Espírito Santo), que poderiam ser entregues ao porto através da Route 6 gas pipeline proposta.[1]

Entre os clientes potenciais para o gás natural processado no porto estão a Usina Termelétrica Presidente Kennedy de 1150 MW, que recebeu sua licença de instalação em fevereiro de 2020, e os 3,9 GW propostos de UTE Sudeste.[2] Outras propostas precisam do transporte do gás do porto por um ramal de 20 quilômetros até uma conexão com o Gasoduto Gasene, ou para clientes no estado vizinho de Minas Gerais, por meio do proposto Gasoduto Presidente Kennedy-São Brás do Suaçuí.[1]

Os desenvolvedores do porto receberam a licença obrigatória de instalação do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente) em 2018, mas em outubro de 2020 ainda estavam procurando financiamento para a construção e acordos com empresas de petróleo e gás antes de tomar uma decisão final de investimento.[1][2][6] A partir de julho de 2021, o Terminal Presidente Kennedy continuou sendo listado como projeto ativo nos relatórios do governo brasileiro[5], e a construtora Polimix informou que esperava iniciar a construção do projeto Porto Central nos primeiros meses de 2022.[7]

Artigos e recursos

Referências

  1. 1.0 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 1.6 "Terminais de Regaseificação de GNL no Brasil: Panorama dos Principais Projetos (pp 26-28)" (PDF). EPE (Empresa de Pesquisa Energética). August 30, 2019.
  2. 2.0 2.1 2.2 "Terminais de GNL no Brasil (pp 21-22)" (PDF). EPE (Empresa de Pesquisa Energética). October 2020.
  3. "Carta de Encaminhamento da Documentação para Autorização para Construção e Exploração de Terminal de Uso Privado: Porto Central" (PDF). Agência Nacional de Transportes Aquaviários. June 18, 2015.
  4. "Quem Somos". Porto Central. Retrieved 2021-04-19.
  5. 5.0 5.1 5.2 "PITER (Plano Indicativo de Terminais de GNL)" (PDF). EPE (Empresa de Pesquisa Energética). July 2021.
  6. "Brazil prepares for a new phase of investments in LNG terminals". LNG Latin America & the Caribbean. Retrieved 2021-04-23.
  7. "Polimix planeja iniciar obra de US$ 650 milhões em porto no ES". Asociação Brasileira de Operadores Logísticos. July 29, 2021.