UTE Alunorte Barcarena

Fonte: Global Energy Monitor

[English][español]

Esta página faz parte do Portal Energético para a América Latina de Global Energy Monitor.
Páginas relacionadas:

A central elétrica Barcarena Vale é uma usina termelétrica a carvão de 104 megawatt (MW) em Barcarena, no estado brasileiro do Pará.[1]

Localização

O mapa abaixo mostra a localização da usina em Barcarena, no Pará.

Loading map...

Histórico

A Barcarena Alunorte é uma usina cativa termelétrica movida a carvão de 104 MW, dedicada à refinaria de alumina Hydro Alunorte em Barcarena, Brasil. De acordo com o site de Internet da empresa, a Hydro Alunorte em Barcarena é a maior refinaria de alumina do mundo fora da China.[2]

A refinaria possui duas unidades; a primeira começou a operar em 1995 enquanto a segunda começou a operar em 2016.[2] A refinaria e a usina de carvão asociada empregam cerca de 2.200 funcionários e processam 6,3 milhões de toneladas de alumina por ano.[2] A Alunorte, que antes pertencia à empresa Vale, foi comprada pelo conglomerado norueguês Norsk Hydro em 2011, que agora detém 92% das ações.[3]

Conversão de carvão para gás natural

Em 2020, a Golar Power e a Hydro anunciaram uma parceria para desenvolver a FSRU de Celba, uma unidade flutuante de armazenamento e regaseificação projetada para se tornar o primeiro terminal de gás natural liquefeito (GNL) no norte do Brasil, com o objetivo de reduzir as emissões de gases de efeito estufa em toda a região.

O terminal forneceria GNL para a usina elétrica da refinaria da Alunorte até 2022, permitindo que a usina troque seu combustível primário de carvão para gás natural.[4][5] Em abril de 2021, a Hydro anunciou que havia decidido investir US$ 1,1 bilhão (BRL) no projeto de troca de combustível, de acordo com suas metas de reduzir as emissões de gases de efeito estufa da empresa em 30% até 2030. Emissões de CO2 em 600.000 toneladas.[6]

Em agosto de 2022, a New Fortress Energy (NFE) atrasou o início de operação de seu terminal de GNL em Barcarena, mas os contratos permaneceram em vigor para a NFE fornecer gás à usina de Barcarena Alunorte a partir de 2023.[7]

Acidentes na Refinaria Alunorte

Várias mineradoras se mudaram para a área de Barcarena e muitas sofreram acidentes. A refinaria da Alunorte teve seu quinhão: em 2009, em decorrência das fortes chuvas, ocorreu um grande derramamento de substâncias tóxicas que matou peixes e prejudicou a biodiversidade do rio próximo. A agência ambiental do Brasil multou a empresa três vezes pelos danos; no entanto, as multas ainda não haviam sido pagas até 2018.

Em fevereiro de 2018, outra tempestade causou um transbordamento em uma bacia de contenção da Alunorte. O Tribunal de Justiça do Estado do Pará investigou o acidente e a empresa concordou em pagar uma multa de R$ 23 milhões (US$ 5,7 milhões) pelos danos, além dos R$ 5 milhões restantes (US$ 2,8 milhões) de multa de 2009.

Várias manifestações foram organizadas por grupos cívicos e moradores como resultado de vários desastres ambientais causados ​​pelas empresas de mineração e refinarias locais. Questões de contaminação, defeitos de saúde e muito mais impactaram as comunidades próximas à Alunorte.[3]

Detalhes do projeto

  • Patrocinadora: Hydro Alunorte[2]
  • Empresa(s) controladora(s): Hydro[2]
  • Localização: Barcarena, Pará
  • Coordenadas: -1,547558, -48,735172
  • Situação: Em operação
  • Capacidade bruta: 104 MW[1]
    • Unidade 2: 52 MW
    • Unidade 3: 52 MW
  • Tipo:
  • Data de início: 2010
  • Tipo de carvão:
  • Fonte de carvão:
  • Fonte de financiamento:

Referências

  1. 1.0 1.1 "Uso de água em termoelétricas (p 28)" (PDF). IEMA. November 2016.
  2. 2.0 2.1 2.2 2.3 2.4 "Alunorte". www.hydro.com. Retrieved 2021-04-12.
  3. 3.0 3.1 Borges, Thais; Branford, Sue (2020-12-10). "Brazilians impacted by mining assert: 'Genocide legalized by the state'". Mongabay Environmental News. Retrieved 2021-05-21.
  4. "Golar Power takes major step towards one of world's largest GHG reduction initiatives". CNN. July 23, 2020.
  5. McKay, John (December 14, 2021). "New Fortress Energy signs 15-year gas supply agreement linked to LNG import and power project in Brazil". LNG Journal.
  6. "Hydro to invest in Alunorte fuel-switch project". Hydro. April 27, 2021. Retrieved 2021-05-21.
  7. "New Fortress confirma operação de terminais de GNL de Santa Catarina e Pará em 2023". Agência epbr. 2022-08-04.