Terminal de GNL da Hidrovias do Brasil

From Global Energy Monitor

[English]

Esta página faz parte do Portal Energético para a América Latina de Global Energy Monitor.
Páginas relacionadas:

O Terminal de GNL da Hidrovias do Brasil é um terminal de GNL proposto no Pará, Brasil.

Localização

O terminal proposto de GNL estaria localizado Terminal de Uso Privado no porto de Vila do Conde, em Barcarena no Pará, Brasil.[1]

Loading map...

Detalhes do projeto

  • Proprietária: Hidrovias do Brasil Vila do Conde S.A.
  • Empresa(s) controladora(s): Hidrovias do Brasil S.A.[2]
  • Localização: Porto de Vila do Conde, Barcarena no Pará, Brasil[1]
  • Coordenadas: -1.504466, -48.736698 (aproximado)[1]
  • Capacidade: 14 bilhões de metros cúbicos por dia[3][4]
  • Situação: Proposta
  • Tipo: Importação
  • Ano de início:
  • Financiamento:

Observação: mtpa = milhões de toneladas por ano; bcfd = bilhões de pés cúbicos por dia

Histórico

O terminal proposto de GNL seria uma expansão do Terminal de Uso Privado já existente da Hidrovias do Brasil no porto de Vila do Conde. Ele foi projetado para fornecer gás natural para Vila do Conde power station da Hidrovias com seus 1666 MW propostos, incluiria espaço de atracação para uma FSRU (unidade flutuante de armazenamento e regaseificação) de 14 milhões de m³/dia, juntamente com 200.000 m³ de armazenamento de GNL. Seriam transportados até 6,7 milhões de m³ por dia de gás natural por um gasoduto de 2 quilômetros da FSRU para a usina de Vila do Conde.[1][3][4][5]

A Hidrovias do Brasil já recebeu aprovação prévia para o projeto da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará (SEMAS) e da Autoridade Portuária do Estado do Pará (Companhia de Docas do Pará).[1] O projeto foi inscrito no leilão de energia brasileiro em outubro de 2019, mas foi preterido em favor da vizinha Celsa Barcarena LNG Terminal. A Hidrovias do Brasil está planejando renovar sua oferta para a licitação do projeto no próximo leilão de energia do Brasil.[3][4][6]

A Hidrovias do Brasil já tem compromisso com a Shell International Trading Middle East Limited de fornecer gás natural dos Estados Unidos e outros países do portfólio da Shell para o projeto, além de um acordo com a Distribuidora de Gás do Pará para distribuição de até 300.000 m³ por dia do terminal no estado do Pará.[3][4][6]

Artigos e recursos

Referências

  1. 1.0 1.1 1.2 1.3 1.4 "Terminais de Regaseificação de GNL no Brasil: Panorama dos Principais Projetos (pp 35-36)" (PDF). EPE (Empresa de Pesquisa Energética). August 30, 2019.
  2. "Hidrovias do Brasil Raises R$3.4b in IPO". LAVCA – The Association for Private Capital Investment in Latin America. September 23, 2020.
  3. 3.0 3.1 3.2 3.3 "Shell firma acordo para fornecer GNL no Pará - Petróleo Hoje". Petróleo Hoje. November 12, 2019.
  4. 4.0 4.1 4.2 4.3 "Shell signs contract to supply LNG in Pará". Brazil Energy Insight. November 14, 2019.
  5. "Hidrovias do Brasil planeja terminal de GNL no Pará". Valor Econômico.
  6. 6.0 6.1 "Majors apostam no GNL". Editora Brasil Energia. February 1, 2020.