FSRU do Porto do Açu

Fonte: Global Energy Monitor

[English] • [español]

Esta página faz parte do Portal Energético para a América Latina de Global Energy Monitor.
Páginas relacionadas:

A FSRU do Porto do Açu é um terminal de GNL em operação no estado do Rio de Janeiro, na costa atlântica brasileira.

Localização

O terminal está localizado no complexo do porto de Açu em São João da Barra, no estado do Rio de Janeiro, Brasil.[1]

Loading map...

Detalhes do projeto

  • Operadora do Terminal: Klaipedos Nafta[2]
  • Patrocinadora: Gás Natural Açu (GNA)
  • Proprietária do Terminal: Prumo Logistica (46.9%), Siemens (33%), BP (20.1%)[3][4]
  • Empresa controladora do Terminal: EIG Global Energy Partners (46.9%)[5], Siemens (33%), BP (20.1%)[3][4]
  • Nome da FSRU: BW Magna[2][6]
  • Proprietária da FSRU: BW LNG[2][6]
  • Empresa controladora da FSRU: BW Group[2][6]
  • Localização: Porto do Açu, São João da Barra, estado do Rio de Janeiro, Brasil[1]
  • Coordenadas: -21,850550, -41,004053 (aproximado)
  • Capacidade: 5.6 mtpa[2][7] (21 milhões de metros cúbicos por dia)[1]
  • Situação: Em operação[8][9]
  • Tipo: Importação
  • Ano de início: 2021[2][8][9]
  • Financiamento: Um consórcio bancário formado pelo Bank of America, Crédit Agricole, OCBC Bank, Société Générale e Sumitomo Mitsui forneceu um empréstimo de US$ 232 milhões para a construção e aquisição de um navio FSRU (BW Magna) pelo BW Group[10]

Observação: mtpa = milhões de toneladas por ano; bcfd = bilhões de pés cúbicos por dia

Histórico

O terminal de GNL do Porto do Açu é parte do grande projeto portuário da Porto do Açu, na costa atlântica do Brasil. Desenvolvido pela GNA (Gás Natural Açu), um consórcio formado pela Prumo, BP e Siemens[11], o terminal é composto por uma FSRU (unidade flutuante de armazenamento e regaseificação) atracada permanentemente em uma configuração navio-a-navio, com capacidade de regaseificação de 21 milhões metros cúbicos por dia e uma capacidade de armazenamento de 174.000 metros cúbicos. Os planos iniciais são para o fornecimento de Usina Termelétrica GNA I de 1.338 MW e de Usina Termelétrica GNA II de 1.672 MW em São João da Barra, com início de operação previsto para 2021 e 2023, respectivamente.[1][12][13][14]

A unidade flutuante de regaseificação (FSRU) BW Magna, construída especificamente para o projeto Gás Natural Açu (GNA), foi encomendada pela GNA à BW LNG. Foi construída na Coreia do Sul e programada para entrega pelo estaleiro sul-coreano DSME. A FSRU é projetada para operações de transferência de GNL na modalidade navio-navio, sendo o GNL importado periodicamente de acordo com as necessidades do sistema elétrico brasileiro.[10][11]

A GNA estudou várias opções para futuras expansões para as instalações do Porto do Açu, incluindo a duplicação de sua capacidade de regaseificação com a adição de uma segunda FSRU, aumentando a capacidade de armazenamento com seis tanques de armazenamento de GNL com capacidade de 180.000 metros cúbicos cada, aumentando o potencial de distribuição para o mercado interno do Brasil conectando-se ao Gasoduto Gasene em Campo de Goytacazes ou fornecendo gás a outras centrais elétricas no estado do Rio de Janeiro, como Usina Termelétrica Porto Norte Fluminense I e Usina Termelétrica Marlim Azul.[12]

O terminal de GNL do Porto do Açu recebeu sua licença final de instalação do INEA (órgão ambiental do estado do Rio de Janeiro) em dezembro de 2018.[12] A FSRU chegou ao Porto do Açu em fevereiro de 2020[2] e recebeu sua primeira remessa de GNL em janeiro de 2021.[8][9][14]

A Klaipedos Nafta (KN), operadora lituana de terminais de GNL, foi nomeada operadora das instalações terrestres do terminal de GNL no porto do Açu. O GNL será fornecido pela BP, que é acionista do projeto GNA junto com a Prumo Logística e a Siemens.[2]

Artigos e recursos

Referências

  1. 1.0 1.1 1.2 1.3 "Terminais de GNL no Brasil (p 29)" (PDF). EPE (Empresa de Pesquisa Energética). October 2020.
  2. 2.0 2.1 2.2 2.3 2.4 2.5 2.6 2.7 "GIIGNL Annual Report (pp 44, 50)" (PDF). GIIGNL. November 2021.
  3. 3.0 3.1 "Port of Açu". Porto do Açu. Retrieved 2022-06-07.
  4. 4.0 4.1 "2020 World LNG Report". IGU. April 27, 2020.
  5. "Prumo". Porto do Açu. Retrieved 2022-06-07.
  6. 6.0 6.1 6.2 "BW Magna in Brazil". BW Group. 2021-02-19.
  7. "2021 World LNG Report (p 88)" (PDF). IGU. May 2021.
  8. 8.0 8.1 8.2 Brazil’s GNA receives first LNG cargo in Rio de Janeiro’s port, Hellenic Shipping News, January 5, 2021
  9. 9.0 9.1 9.2 "GNA recebe primeira carga de GNL no Porto do Açu - Petróleo Hoje". Petróleo Hoje. January 4, 2021.
  10. 10.0 10.1 BW Magna FSRU Vessel IJGlobal, Jan. 20, 2020
  11. 11.0 11.1 FSRU OF THE AÇU PORT READY IN 2019 Brazil Energy Insight, August 29, 2018
  12. 12.0 12.1 12.2 "Terminais de Regaseificação de GNL no Brasil: Panorama dos Principais Projetos (pp 24-26)" (PDF). EPE (Empresa de Pesquisa Energética). August 30, 2019.
  13. "Brazil prepares for a new phase of investments in LNG terminals". LNG Latin America & the Caribbean. Retrieved 2021-04-24.
  14. 14.0 14.1 GNA's 1.3 GW LNG-to-power complex received its first cargo (Brazil), Enerdata, Jan. 8, 2021