Terminal de GNL do Porto do Açu

Fonte: Global Energy Monitor

[English]

Esta página faz parte do Portal Energético para a América Latina de Global Energy Monitor.
Páginas relacionadas:

O Terminal de GNL do Porto do Açu é um terminal de GNL em operação no estado do Rio de Janeiro, na costa atlântica brasileira.

Localização

O terminal está localizado no complexo do porto de Açu em São João da Barra, no estado do Rio de Janeiro, Brasil.[1]

Loading map...

Detalhes do projeto

  • Patrocinadora: Gás Natural Açu (GNA)[2]
  • Proprietária: Prumo, BP e Siemens[2][3]
  • Localização: Porto do Açu, São João da Barra, estado do Rio de Janeiro, Brasil[1]
  • Coordenadas: -21,850550, -41,004053 (aproximado)
  • Capacidade: 21 bilhões de metros cúbicos por dia[1]
  • Situação: Em operação[4]
  • Tipo: Importação
  • Ano de início: 2021[4]
  • Financiamento:

Observação: mtpa = milhões de toneladas por ano; bcfd = bilhões de pés cúbicos por dia

Histórico

O terminal de GNL do Porto do Açu é parte do grande projeto portuário da Porto do Açu, na costa atlântica do Brasil. Desenvolvido pela GNA (Gás Natural Açu), um consórcio formado pela Prumo, BP e Siemens, o terminal é composto por uma FSRU (unidade flutuante de armazenamento e regaseificação) atracada permanentemente em uma configuração navio-a-navio, com capacidade de regaseificação de 21 milhões metros cúbicos por dia e uma capacidade de armazenamento de 174.000 metros cúbicos. Os planos iniciais são para o fornecimento de Usina Termelétrica GNA I de 1.338 MW e de Usina Termelétrica GNA II de 1.672 MW em São João da Barra, com início de operação previsto para 2021 e 2023, respectivamente.[1][5][6]

A GNA estudou várias opções para futuras expansões para as instalações do Porto do Açu, incluindo a duplicação de sua capacidade de regaseificação com a adição de uma segunda FSRU, aumentando a capacidade de armazenamento com seis tanques de armazenamento de GNL com capacidade de 180.000 metros cúbicos cada, aumentando o potencial de distribuição para o mercado interno do Brasil conectando-se a Gasene Gas Pipeline em Campo de Goytacazes ou fornecendo gás a outras centrais elétricas no estado do Rio de Janeiro, como Usina Termelétrica Porto Norte Fluminense I e Usina Termelétrica Marlim Azul.[5]

O terminal de GNL do Porto do Açu recebeu sua licença final de instalação do INEA (órgão ambiental do estado do Rio de Janeiro) em dezembro de 2018[5] e recebeu sua primeira remessa de GNL em janeiro de 2021.[4]

Artigos e recursos

Referências

  1. 1.0 1.1 1.2 1.3 "Terminais de GNL no Brasil (pp 22-23)" (PDF). EPE (Empresa de Pesquisa Energética). October 2020.
  2. 2.0 2.1 "Gás Natural Açu – Prumo Logística". Prumo Logística. Retrieved 2021-04-19.
  3. "About the Port / Prumo". Porto do Açu. Retrieved April 19, 2021.
  4. 4.0 4.1 4.2 "GNA recebe primeira carga de GNL no Porto do Açu - Petróleo Hoje". Petróleo Hoje. January 4, 2021.
  5. 5.0 5.1 5.2 "Terminais de Regaseificação de GNL no Brasil: Panorama dos Principais Projetos (pp 24-26)" (PDF). EPE (Empresa de Pesquisa Energética). August 30, 2019.
  6. "Brazil prepares for a new phase of investments in LNG terminals". LNG Latin America & the Caribbean. Retrieved 2021-04-24.