Perfil energético – República Dominicana

Fonte: Global Energy Monitor

[English][español]

Esta página faz parte do Portal Energético para a América Latina de Global Energy Monitor.
Páginas relacionadas:

Matriz de combustível (combustíveis fósseis versus renováveis)

Os combustíveis fósseis - incluindo petróleo, gás natural e carvão - fornecem a maior parte da energia da República Dominicana. A complementação vem de quantidades menores de fontes renováveis, incluindo biocombustíveis, hidrelétrica, eólica e solar.[1][2] A República Dominicana é dependente do petróleo para geração de eletricidade mais do que qualquer outro país da América Latina e do Caribe. Em 2017, 52% da energia elétrica foi gerada através do petróleo (comparado com 89% nas décadas de 80 e 90 do século passado), enquanto 21% e 13% vieram do gás natural e carvão, respectivamente.[3] As fontes renováveis representaram menos de 12% da geração elétrica em 2019.[1] O objetivo do país é produzir 25% de sua eletricidade a partir de fontes renováveis de energia até 2025.[4]

Metas de emissões de gases de efeito estufa

A Contribuição Nacionalmente Determinada da República Dominicana (revisão de 2020) pede uma redução de 27% nas emissões de gases de efeito estufa até 2030 em relação ao “business as usual”, acima dos 25% no NDC original do país.[5][6][7] As emissões de gases de efeito estufa na República Dominicana aumentaram 368% no período entre 1990 e 2013. A maioria das emissões (61,9%) foi gerada pelo setor de energia.[8]

Agências governamentais de energia e outros players principais

Ministério nacional de energia

A CNE (Comisión Nacional de la Energía) é a agência de formulação de políticas que é responsável por criar e manter os planos nacionais de energia da República Dominicana.

Agências licenciadoras

O Ministério do Meio Ambiente dominicano (Ministerio de Medio Ambiente y Recursos Naturales) emite autorizações e licenças ambientais e é responsável pela proteção, preservação e uso sustentável dos recursos naturais do país.[9]

Agências regulatórias

A SIE (Superintendencia de Electricidad) é a agência reguladora de energia da República Dominicana.

Empresas concessionárias de energia elétrica

A CDEEE (Corporación Dominicana de Empresas Eléctricas Estatales) é uma holding que reúne todas as empresas de geração, transmissão e distribuição do governo dominicano, assim como os programas elétricos do governo. A eletricidade é então distribuída publicamente através da Edenorte, Edesur ou Edeeste.

A OC (Organismo Coordinador) é responsável pela coordenação da distribuição de eletricidade em toda a República Dominicana, através do sistema elétrico interligado nacional.[10]

Principais empresas de energia

A Haina Basic Energy Ltd. e Itabo são duas importantes empresas privadas de geração de energia.

Dados de emprego do setor de energia

Em 2020, 19,91% dos dominicanos com empregos trabalhavam no setor industrial[11]. Mais especificamente, as indústrias extrativas na República Dominicana empregavam 9.983 pessoas.[12]

Uso de eletricidade

Capacidade instalada

Fonte: ECPA

No período de 2010 a 2019, a capacidade elétrica instalada na República Dominicana aumentou em mais de 52%.[4] Em outubro de 2020, a capacidade elétrica instalada do país era de 3.700 MW.[13]

Produção

Em comparação com outros países da América Latina e Caribe, a República Dominicana tem uma incidência alta de interrupções no fornecimento de energia.[3] De forma geral, os apagões são vistos como resultado de uma infraestrutura de transmissão e distribuição deficiente ao invés de serem consequência da capacidade de geração inadequada[3][13], embora interrupções de serviço nas usinas também contribuam para o problema.[14][15][16] A República Dominicana planeja gerar mais eletricidade (informações de 2021), com novos projetos propostos em Manzanillo, Monte Cristi e Puerto Plata previstos para aumentara capacidade em até 1000 MW.[17]

Demanda

A demanda elétrica de pico média durante 2020 foi de aproximadamente 2.000 MW.[13] A demanda de eletricidade é muito alta nas áreas turísticas, levando a concessões para geração e distribuição privadas.[10]

Consumo

Em 2020, 100% da população da República Dominicana tinha acesso à energia elétrica.[18] Em 2016, os dominicanos usaram pouco mais de 1.724 kWh per capita.[19]

Carvão na República Dominicana

A República Dominicana não produz carvão. O país consome anualmente mais de um milhão de toneladas curtas de carvão importado.[20] Mais de 80% das importações vêm da Colômbia e cerca de 15% dos Estados Unidos, seguidas por quantidades menores do Peru, Alemanha, Espanha, China, México e França.[21]

Petróleo e gás natural na República Dominicana

Produção interna nacional

No período anterior a 2019, menos de 100 poços de petróleo foram perfurados no século anterior no país, com a produção doméstica chegando a 30.000 bpd na década de 50. A República Dominicana não registrou nenhuma produção nacional nos últimos anos, mas em 2019 o governo anunciou que leiloaria os direitos de exploração e desenvolvimento de 14 blocos de petróleo em terra e em alto mar.[22][23]

Consumo

O consumo diário na República Dominicana durante 2016 foi de 133.000 barris de petróleo.[23]

Importações e países de origem

As importações de petróleo dos Estados Unidos pela República Dominicana aumentaram nos últimos anos, enquanto as importações oriundas da Venezuela e do México diminuíram significativamente. Durante os primeiros oito meses de 2019, 61,4% das importações de hidrocarbonetos da RD vieram dos Estados Unidos, seguido por quantidades menores da Holanda (9,7%), Trinidade e Tobago (9,1%), Nigéria (7,9%) e outros países .[24]

Novas fontes e projetos propostos

É desejo da República Dominicana produzir petróleo há muitos anos e as operações exploratórias de petróleo dominicano no Caribe estão programadas para começar em 2021.[25] O país também expandiu sua infraestrutura de gás natural nos últimos anos, com a conversão para gás de várias usinas de petróleo e o desenvolvimento de novos projetos, incluindo o Gasoduto Leste com 50 quilômetros e a expansão da capacidade de Andrés LNG Terminal.[26][27][28]

Energia renovável na República Dominicana

A energia solar fotovoltaica, a eólica e a bioenergia estão liderando as mudanças nas energias renováveis na República Dominicana.[29] Entre 2018 e 2026, a CDEEE (Corporación Dominicana de Empresas Eléctricas Estatales, Corporação Dominicana de Empresas Elétricas Estatais) construirá pelo menos oito projetos de geração de energia renovável.[13] Os investidores do setor de energia renovável recebem incentivos fiscais generosos.[13]

Ferro e aço na República Dominicana

Ferro e aço são responsáveis por 4% das exportações da República Dominicana.[30] A República Dominicana é conhecida por sua produção de ferroníquel.[31] No ano de 2019, a República Dominicana exportou seus produtos de ferro e aço principalmente para os Estados Unidos, Antígua e Barbuda e Jamaica.[32] O investimento na indústria de ferro e níquel em 2020 foi de US$ 190 milhões.[33]

Impactos ambientais e sociais da energia na República Dominicana

As comunidades locais preocupadas com o impacto ambiental são obrigadas a lidar com empresas que em geral estão alinhadas com o governo.[34] Uma pesquisa de 2016 apurou que 80% do total da população dominicana se opõe a projetos de mineração que são invasivos ao meio ambiente, como o caso de Loma Miranda.[34] Para cada 200 pessoas empregadas no setor de mineração, aproximadamente 15.000 são impactadas de forma negativa.[34] Metais pesados tóxicos foram encontrados nas cinzas de carvão de Punta Catalina Plant.[35] As comunidades locais na região de instalações não regulamentadas apresentam problemas de saúde associados que incluem câncer, asma, danos cerebrais, mortalidade infantil aumentada, doenças neurológicas e danos renais.[36] Além disso, a poluição das usinas de energia também prejudica os empreendimentos agrícolas e a indústria pesqueira.[36]

  1. 1.0 1.1 "Panorama Energético de América Latina y el Caribe 2020". OLADE. November 27, 2020.
  2. "IEA Policies and Measures Database © OECD/IEA". IEA. Retrieved 2021-06-04.
  3. 3.0 3.1 3.2 "República Dominicana, el país con más apagones en AL y el Caribe". El Dinero. April 24, 2017.
  4. 4.0 4.1 "Greening the Power Grid in the Dominican Republic - ECPAmericas". ECPAmericas. Retrieved 2021-04-29.
  5. "Contribución Nacionalmente Determinada 2020" (PDF). Gobierno de la República Dominicana. December 2020.
  6. "Contribución Prevista y Determinada a Nivel Nacional INDC-RD" (PDF). Gobierno de la República Dominicana. August 2015.
  7. "Dominican Republic". Climate & Clean Air Coalition. Retrieved 2021-04-29.
  8. "Greenhouse Gas Emissions in Dominican Republic" (PDF). USAID. May 2017.
  9. "Memoria Institucional 2019" (PDF). Ministerio de Medio Ambiente y Recursos Naturales. January 2020.
  10. 10.0 10.1 "Energy - Energy and Natural Resources - Dominican Republic". www.mondaq.com. Retrieved 2021-05-03.
  11. "Dominican Republic - employment by economic sector 2010-2020 – Statista". Statista. Retrieved 2021-05-10.
  12. "Dominican Republic". Extractive Industries Transparency Initiative. Retrieved 2021-05-10.
  13. 13.0 13.1 13.2 13.3 13.4 "Dominican Republic - Country Commercial Guide". International Trade Administration. October 12, 2020.
  14. "Oscuridad - Apagones trastornan la vida de la población". Listin Diario. September 16, 2019.
  15. "Pese a inauguración de planta Punta Catalina, apagones azotan zonas RD -". Prensa Latina / Al Momento. August 14, 2020.
  16. "Apagones se deben a salida de plantas – El Día Económicas". El Día. September 22, 2020.
  17. "Dominican Republic prepares to increase electricity generation". BNamericas.com. January 19, 2021.
  18. "Dominican Republic Energy Snapshot" (PDF). Energy Transitions Initiative - US Department of Energy. September 2020.
  19. Hannah Ritchie; Max Roser (2020-07-10). "Energy". Our World in Data.
  20. "Dominican Republic Coal Reserves and Consumption Statistics - Worldometer". www.worldometers.info. Retrieved 2021-05-03.
  21. "Dominican Republic – Imports and Exports – World – Coal – Value (US$) and Value Growth, YoY (%) – 2007 - 2018". Retrieved 2021-05-03.
  22. "Dominican Republic touts first-ever oil and gas bidding round". S&P Global Platts. July 10, 2019.
  23. 23.0 23.1 "Dominican Republic Oil Reserves, Production and Consumption Statistics - Worldometer". www.worldometers.info. Retrieved 2021-05-03.
  24. Suhelis Tejero Puntes (September 23, 2019). "República Dominicana depende más del petróleo estadounidense". Diario Libre.
  25. Balbiery Rosario (January 3, 2021). "El largo camino hacia la explotación petrolera en República Dominicana". Diario Libre.
  26. "DomRep converts oil-based power to gas". Argus Media. November 9, 2020.
  27. Merit Designs Consulting Group, 2006-2020. "New 50Km pipeline will allow converting 750Mw to natural gas". DominicanToday (in español). Retrieved 2021-05-03.
  28. "Energas and AES break the Dominican Republic's reliance on oil". AES. Retrieved 2021-06-05.
  29. "Renewable Energy Prospects Dominican Republic". www.irena.org. Retrieved 2021-05-03.
  30. "Dominican Republic's Top 10 Exports". World's Top Exports. 2020-06-18. Retrieved 2021-05-03.
  31. "The Dominican Republic's Economy". geography.name. Retrieved 2021-05-03.
  32. "Iron or steel; wire cloth (including endless bands), woven products, other than of stainless steel imports from Dominican Republic in 2019". World Integrated Trade Solution. 2019.
  33. Merit Designs Consulting Group, 2006-2020. "Mining will play a leading role in the rapid recovery of the Dominican Republic's economy". DominicanToday (in español). Retrieved 2021-05-03.
  34. 34.0 34.1 34.2 "Mining our mountain: People in Dominican Republic tell Canadian company 'no'". Global Sisters Report. 2016-09-22. Retrieved 2021-05-03.
  35. "Ash from largest coal-fired power plant in DR releasing toxic heavy metals – report - MINING.COM". www.mining.com. Retrieved 2021-05-03.
  36. 36.0 36.1 "Punta Catalina: Dirty Power". thegreenestfern. 2020-08-03. Retrieved 2021-05-03.